Pré-Inscrição

Os cursos da Fundação Getúlio Vargas ocupam os primeiros lugares do ranking nacional do Índice Geral de Cursos (IGC) de 2015, do Ministério da Educação (MEC). O resultado foi divulgado no último dia 6 de junho.

A Escola Brasileira de Economia e Finanças (EPGE) foi a primeira colocada do país, com a Escola de Economia de São Paulo (EESP) ocupando a segunda posição no geral. A Escola de Ciências Sociais (CPDOC) também figura no top 10 nacional, na sétima posição. Também alcançaram a nota máxima (5) a Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (EBAPE) e a Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP).

Foram considerados de excelência, com nota 4, os cursos das Escolas de Direito do Rio de Janeiro (Direito Rio) e de São Paulo (Direito SP). Para entrar nessa lista, a instituição deve chegar à faixa 4 ou 5 do IGC, que vai de 1 a 5.

O IGC é divulgado anualmente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do MEC, cujo cálculo considera os conceitos médios da graduação e pós-graduação de cada instituição.

O índice, com base de dados de 2015, avalia as instituições públicas e privadas (universidades, faculdades e centros universitários e institutos federais) nos cursos nas áreas de exatas, humanas e biológicas.

Para verificar a avaliação completa do IGC, clique aqui.

O Espírito Santo é repleto de lugares incríveis que todo mundo pode (e deve) conhecer. De norte a sul do Estado, são cachoeiras, praias, monumentos e muita história reunida a ser explorada por turistas e, principalmente, por quem nasceu em solo capixaba.

Quem tem a sorte de conhecer todas essas belezas é o guia turístico Jefferson Rodrigues, que faz questão de apresentá-las em expedições. Ele também ajuda a divulgar a divulgar as belezas do Estado em sua conta pessoal no Instagram. O guia ajudou o jornal online Folha Vitória a preparar uma lista com algumas dessas belas paisagens para quem quer sair por aí desbravando todos os lugares lindos do Estado.

Se o foco é se aventurar com passeios de quadriciclo e cavalgadas na região das montanhas ou conhecer a região história das Três Santas, que inclui os municípios de Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa e Santa Leopoldina, são diversas opções de roteiros. Já se a paz da Região do Caparaó for o que você procura, a boa notícia é que a alta temporada já começou e esse é o momento ideal para dar uma passada por lá.

 

Ilhas, praias e cachoeiras: conheça 6 lugares paradisíacos para visitar no ES 

O guia turístico prepara roteiros exclusivos de acordo com o que cada grupo procura. “Eu tenho algumas ideias e vou adaptando ao gosto da pessoa. Em um dia eu posso fazer você mergulhar em Guarapari e, em 6 horas, eu te levo ao Pico da Bandeira, tudo no mesmo dia. É uma questão de logística fácil”, explica Jefferson.
No entanto, quem quiser juntar a turma e se aventurar descobrindo todos esses lugares sozinhos, também pode se guiar pelo roteiro que ele passou. Confira!

 

Alfredo Chaves

Quem passar por lá, pode fazer um roteiro turístico completo durante o dia. Além do distrito de Matilde, os turistas também podem conhecer a comunidade de Carolina e as cachoeiras Iracema e Iraceminha, com águas naturais e de entrada gratuita. Também tem muita aventura por lá com a rampa do voo livre.

 

Marechal Floriano

O maior destaque da região é o distrito de Araguaia, localizado no sul do município. Além da estação ferroviária, o distrito também possui atrativos como igrejas centenárias e centro cultural com a história da colonização do município.

 

Pedra Azul 

A região é uma das preferidas dos capixabas e também dos turistas e dispõe de muito turismo de aventura, como arvorismo, rapel, cavalgada, passeio de quadriciclo, além de ter espaço para camping e inúmeras opções de pousadas.

 

Venda Nova do Imigrante

Também na região serrana, o município de Venda Nova é o lugar ideal para os amantes da natureza e possui o orquidário mais famoso do Estado. O agroturismo do local também é um outro ponto a ser explorado.

 

Caparaó

Uma das atrações é o Pico da Bandeira, que tem também a região de hidrolândia, considerado um dos lugares mais bonitos do Estado. Por lá, fica a Pedra Roxa, com lagoas e águas cristalinas e opções de camping.

 

Santa Leopoldina 

Gosta de cachoeiras? Esse é o lugar ideal para conhecer! Além da Véu de Noiva, uma das mais conhecidas do Estado, os turistas também podem conhecer a cachoeira de Moxafongo, das Andorinhas e ainda explorar um pouco da cultura no Sítio Histórico .

Veja fotos e leia a matéria na íntegra aqui

A partir desta sexta-feira (17), os capixabas poderão conhecer mais e melhor a culinária do Espírito Santo, por meio do festival gastronômico Restaurant Week. A 14ª edição do evento no estado vai até o dia 9 de abril e conta com a participação de 32 estabelecimentos, sendo 18 de Vitória e 14 de Vila Velha.

Os menus contarão com duas opções de entrada, prato principal e sobremesa, no valor de R$ 41,90 no horário do almoço; e R$ 54,90 no jantar. Como nas outras edições, o Restaurant Week promoverá uma ação social. A cada menu vendido, a organização pede o acréscimo de R$1 na conta, cujo valor final será destinado a uma instituição social. Nesta edição, as arrecadações serão entregues à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Vila Velha.

A culinária mundial está presente na lista de estabelecimentos participantes. Representando a gastronomia argentina, temos Alcides Tragos y Carnes e Argento Parrilla. A culinária portuguesa será representada pelo restaurante Porto do Bacalhau. Já a culinária americana é foco dos seguintes estabelecimentos participantes: Moto Burguer e NYC Restaurante. E, é claro, a cozinha brasileira não fica de fora, sendo representada pelos restaurantes Aldeia da Ilha, Daju Bistrô, Santo Graal e Taurus.

Os vegetarianos também podem aproveitar o festival. Algumas casas elaboraram entradas e pratos sem carnes, entre eles o Cantina D’Itália que oferece risotto de tomate seco, rúcula e muçarela de búfala, como prato principal no horário de jantar. As casas italianas são outras opções para quem não come carne. O Spaghetti & Cia, com endereços em Vitória e Vila Velha, também oferece entradas e pratos vegetarianos.

Quando a graduação acaba, o desejo mais natural da maior parte dos recém-formados é conquistar logo um espaço no mercado. Nem sempre, no entanto, isso se dá de maneira instantânea e é preciso construir as oportunidades. A pós-graduação pode ser um importante instrumento nesse processo e aqui nós elencamos alguns motivos pelos quais afirmamos isso.

Confira abaixo:

1 – Diferencial competitivo

Ter no currículo uma pós ajuda qualquer profissional a sair na frente de todos os outros que têm apenas a graduação. Um certificado na gaveta não é garantia de muita coisa, mas a experiência conquistada, os conhecimentos adquiridos as relações criadas ajudam você a construir um diferencial competitivo que tem grande peso na disputa por um espaço no mercado de trabalho.

2 – Formação mais completa, profissional atualizado

Os mercados mudam numa velocidade cada vez maior e a atualização precisa ser constante para todos os profissionais. Emendar uma pós logo depois da graduação é umamaneira não só de ampliar sua formação, mas de mantê-lo sempre atualizado, pronto para os desafios que surgem dia a dia.

3 – Networking

Mais do que um espaço de aprendizado, uma pós é também um ambiente extremamente favorável ao networking. Para quem está chegando ao mercado profissional, isso muito importante. Uma pós pode ser um ambiente fantástico para construir relações e conquistar oportunidades.

Aproveite para verificar as turmas confirmadas e com matrículas abertas para o 2º semestre na M.Murad/FGV.

Todas as pessoas com alto desempenho possuem uma coisa em comum: hábitos produtivos. Um estudo realizado pela Universidade do Vale do Silício mostra que cerca de 45% do que você faz diariamente são hábitos, comportamentos que se repetem. Isso significa que quase metade do seu dia é predeterminado pela qualidade de seus hábitos. Tenha hábitos produtivos, como se concentrar na tarefa que você tem em mãos, e você terá meio caminho andado para alcançar seu sucesso.

Aliás, você pode gostar do nosso infográfico com dicas de hábitos cotidianos para alcançar o sucesso profissional. Pois bem, você quer um impulso para tornar seus hábitos mais produtivos

Alguns dos especialistas de produtividade mais importantes do mundo vão compartilhar com você seus principais truques para aumentar a produtividade no trabalho – truques estes encontrados em entrevistas e textos de renomados veículos, como Forbes e Huffington Post. Aproveite e comece a mudar seus hábitos hoje!

Como aumentar a produtividade no trabalho segundo experts

1. “Minha dica para os profissionais serem mais produtivos é se concentrarem em uma coisa de cada vez. Você pode ter mais de uma atividade para realizar ao mesmo tempo, mas no momento em que estiver fazendo algo, se concentre e coloque todas as outras coisas de lado. Quando você vê as pessoas ficando sobrecarregadas, confusas, é porque estão pensando em muitas coisas ao mesmo tempo. Se você tem muitas coisas para fazer, faça todas, mas faça numa sequência. Uma boa analogia é quando você vai para a academia. Você pode ter uma série de exercícios diferentes para praticar, mas quando está num exercício, não está pensando nos outros. Está pensando no que você está fazendo, somente nisso, e então quando você termina, passa para o próximo, e assim por diante.”

– Jeff Stoller, executivo de negócios, empresário e autor de You Want To Be An Entrepreneur.

 

2. “Minha agência de inovação criou a técnica whiteboard, uma espécie de caixa de sugestões interativa para os colaboradores. Funciona de forma simples: gerentes postam um desafio organizacional no quadro branco, que fica localizado em um espaço de convivência – como o corredor, a sala de conferências, ou a loja de café – e convida seus colegas de trabalho a adicionar sugestões e ideias ao quadro. Após uma semana, os gerentes avaliam os registros e então implementam as melhores ideias. Em seguida, é inserido um novo desafio semanal. É fácil, simples, e realmente não custa nada. Desse método surgiram grandes ideias e melhorias para a produtividade da empresa e também para os nossos clientes.”

– Bryan Mattimore, co-fundador da Guy Idea Chief e autor de 21 Days to a Big Idea.

 

3. “Minha melhor dica para a aumentar a produtividade no trabalho é programar o momento de responder seus emails. (Inclusive, indicadores de produtividade apontam para diminuir os emails). Eu costumava responder a uma mensagem assim que ela chegava à minha caixa de entrada e, muitas vezes, isso consumia a maior parte do meu tempo. Acredite, nada é pior do que sentir como se tudo que você fez durante o dia foi somente responder emails. Então, eu comecei a programar horários: três vezes por dia, ou seja, de manhã, à tarde e à noite. Isso me permitiu ignorar emails que chegavam a cada cinco minutos e minavam minha concentração. Curiosamente, isso também me permitiu ficar mais atento ao conteúdo dos emails e das minhas repostas.”

– Jim Hoddenbach, co-fundador da Disciples of Flight, Fotografia aviação e serviços de vídeo.

 

4. “Mantenha ao seu alcance um registro com uma lista de tarefas consideradas ‘fáceis’. Muitas vezes durante o dia, não podemos avançar numa grande tarefa, porque estamos aguardando a resposta de alguém, por exemplo. Para evitar desperdício de tempo, mantenha um arquivo com tarefas consideradas rápidas e simples, ou com tarefas que podem exigir muito tempo, mas que podem ser facilmente interrompidas, como entrada de dados, ou pequenos itens inacabados do dia anterior. Dessa forma, você tem uma tarefa simples para iniciar sempre que tiver um tempo livre que seria gasto com procrastinação.”

– Greg Rudolph, fundador e CEO da Blazers Board.

 

5. “Pare de gastar todos os seus esforços procurando um equilíbrio perfeito.
Às vezes, quanto mais nos esforçamos para encontrá-lo, mais sobrecarregados nos sentimos. A busca pelo equilíbrio eventualmente passa a ser fonte de estresse. E se você parasse de tentar equilibrar tudo, e apenas aceitasse que as coisas estão constantemente em movimento, e que pode nunca haver um equilíbrio perfeito? Essa é a ideia na raiz da mentalidade do conceito de declining, ou inclinação direcionada. A inclinação acontece quando você permite o deslocamento de energia de uma área da vida para outra. Essa poderosa mudança de mentalidade permite que você elimine a pressão para manter tudo perfeito, reconhecendo que nem tudo precisa ser perfeito em todas as áreas, e de uma única só vez.”

– Maura Thomas, especialista em produtividade no trabalho, autora de Personal Productivity Secrets.

 

6. “Quando estabelecemos metas, muitas vezes pensamos sobre o que nós queremos parar de fazer. Queremos parar de comer junk food, queremos parar de procrastinar, parar de fumar… É aí onde muitas pessoas erram ao tentar fazer mudanças de vida. Centrando-se sobre o que você não quer fazer ou quem não quer ser, sua atenção é naturalmente atraída nessa direção. Por exemplo, se seu objetivo é parar de comer tanto açúcar, cada vez que você pensar no seu objetivo, você tenderá a pensar sobre açúcar. Quanto mais você pensa sobre açúcar, mais provável é que você acabe sucumbindo à tentação e perca o impulso para alcançar seu objetivo.

Em vez disso, pense que seu objetivo é se alimentar melhor e ser uma pessoa mais saudável. Qual é a lição aqui? Olhe para onde você quer ir, não para onde você esteve. Se você realmente quer bater a marca no alvo dos seus objetivos, não pode ter o olhar direcionado para trás ou para os lados. Decida o que você não quer mais fazer no seu dia a dia, e quem você não quer continuar sendo. Em seguida, mude seu pensamento para se concentrar em como isso se traduz no que você quer. Pinte uma imagem mental vívida do que é o sucesso para você e, então, configure lembretes constantes durante todo o seu dia, para te manter firme aos seus objetivos.”

– Michael Hyatt, autor de How to Protect Yourself in the Digital Age.

 

7. “Use um sistema de gerenciamento de tarefas que ajude você a encarar os desafios que surgem com mais confiança. Ter um sistema confiável para capturar, organizar e priorizar tarefas te dá a confiança e o suporte de que você precisa para assumir os desafios maiores”. David Allen compara um sistema de gerenciamento de tarefas robusto a uma prancha de surf. Quando os surfistas se amarram às suas pranchas, são capazes de tomar ondas maiores, porque sabem que quando a queda acontecer, a corda vai estar lá para ajudá-los a voltar para cima de suas pranchas rapidamente.

Da mesma forma, um sistema de gerenciamento de tarefas te dará a paz de espírito de que você precisa para deixar sua zona de conforto. Sempre que um novo desafio surgir e você “cair” nele, o seu sistema de gerenciamento de tarefas estará sempre lá para guiá-lo de volta ao que precisa ser feito em seguida.

– David Allen, especialista em produtividade no trabalho e autor do método Getting Things Done.

 

8. “Sempre que eu me sinto procrastinando, eu ligo o cronômetro do celular por quinze minutos. Então, comprometo-me a me focar exclusivamente sobre a tarefa que estou realizando, por esse período de tempo. Ao fazer isso, crio a dinâmica de sempre querer continuar mesmo depois que o cronômetro parar. Concentrar-se numa atividade por um curto período de tempo irá te manter energizado e te dar a sensação de progresso, otimismo e controle, além de reforçar sua identidade como alguém que consegue fazer.”

– Brian Scudamore, CEO da O2E Marcas

 

9. “Depois de um pequeno negócio por quase cinco anos, eu aprendi que a melhor maneira de fazer as coisas de forma eficiente é agendando tudo. Coloque até mesmo a menor das tarefas em seu calendário e, se você não terminar, continue realocando até que você possa marcá-la como concluída. Por vezes, pode parecer que você tem pouquíssimo tempo livre e que sua agenda está transbordando, mas uma vez que você começar a dar check nas coisas da lista, vai se sentir muito produtivo(a).”

– Lori Cheek, fundador e CEO da Cheekd e Anthony Iannarino, presidente da Solutions Staffing.

 

10. “Eu aprendi a manter uma lista de tarefas em execução com tudo que precisa ser feito. Como isso funciona: no final da semana, sexta-feira (quando tudo está fresco na sua mente), crie a lista de tarefas maiores, que precisam ser concluídas na semana seguinte. E, no final de cada dia de trabalho, liste as tarefas que precisam ser concluídas no dia seguinte. Mesmo com interrupções, você permanece ciente do que realmente precisa ser feito. Esse processo vai economizar horas desperdiçadas e permitir muitas realizações ao longo do ano.”

– Elinor Stutz, CEO da Smooth Sale.

Fonte: https://blog.runrun.it/truques-produtividade-no-trabalho/

Whatsapp