Pré-Inscrição

Após encontro realizado na sede da MMurad FGV, em Vitória, o professor José Waldo Camurça disponibilizou o material da palestra “Liderança com Inteligência Emocional“. O encontro foi realizado no auditório da MMurad FGV, no dia 25 de abril de 2019.

CLIQUE AQUI para acessar o material da palestra.

Para os interessados nos cursos de MBA da FGV, informamos que vários cursos estão iniciando na segunda quinzena de Maio. A inscrição deve ser enviada pelo site para posterior agendamento da entrevista de alinhamento de expectativas e objetivos profissionais.

Para quem se identificou com o assunto da palestra do Professor Camurça, indicamos conhecer em detalhes o MBA em Gestão Estratégica de Pessoas: Desenvolvimento Humano de Gestores.

Ainda está em tempo para você iniciar o curso que vai potencializar a sua carreira. Percebemos uma melhora significativa no ambiente de negócios do país e aqueles que estiverem preparados ocuparão posições de destaque no mercado. Confira as datas e envie sua pré-inscrição pelo site:

MBA em Marketing e Mídias Digitais: 26 de Junho

MBA em Desenvolvimento Humano de Gestores: 26 de Junho

LLM em Direito Civil e Processual Civil: 28 de Junho

MBA em Gestão: Inteligência em Negócios Digitais: 05 de Julho

MBA em Gestão: Comércio Exterior e Neg. Internacionais: 05 de Julho

MBA em Gestão: Incorporação e Construção Imobiliária: 05 de Julho

MBA em Gestão Comercial: 19 de Julho


A novas turmas dos MBA em Gestão Empresarial, MBA em Gerenciamento de Projetos e MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria estão em formação e com início previsto para setembro. Consulte as nossas condições especiais para matrículas antecipadas.

Envie sua pré-inscrição e garanta sua vaga!

A professora, Mariana Torres que faz parte do corpo docente do MBA da FGV, disponibilizou o material utilizado em sua apresentação.

Os interessados em se especializar na área poderão ingressar na turma 20 do MBA em Gestão Estratégica de Pessoas que está com as matrículas abertas e início previsto para Abril de 2018. Conheça o programa e envie a sua pré-inscrição.

Para acessar o material da palestra clique aqui.

O que você faria se soubesse que não iria falhar? “Nada”, segundo o professor de design gráfico Brad Hokanson, da Universidade de Minnesota. Isso porque, para ele, não tem diversão nenhuma na falta de desafio. E é exatamente isso que melhora a nossa criatividade. Na edição deste mês da Galileu (nº280), o professor Hokanson — que ministra o curso “Solução Criativa de Problemas”, disponível no site Coursera (em inglês) — explica como essa habilidade pode ser adquirida por qualquer um. Leia o nosso papo com ele, na íntegra:
A criatividade é para todo mundo?

Algumas pesquisas mostram que a criatividade é parte das habilidades mentais. Todo mundo a usa na hora de resolver problemas que encontramos no dia a dia. A gente só não reconhece isso como criatividade. Nós não devemos pensar que não somos criativos só porque não estamos produzindo arte ou inventando alguma coisa como Einstein. Na verdade, somos bem inventivos e criativos em muitas coisas. Por isso, devemos reconhecer a criatividade e trabalhá-la. Todo mundo consegue. Criatividade se adquire com prática.

De certa maneira, para ser criativo é preciso desafiar alguns padrões. Você acha que as pessoas têm medo de serem criativas por conta disso?

Acho. Uma das características da criatividade é que ela difere do normal, da rotina. Ou seja, temos que ser corajosos para propor coisas novas, seja vestindo meias diferentes, ou comendo de uma forma inusitada. Às vezes, nos sentimos limitados pela sociedade, sejam colegas de trabalho com regras rígidas ou uma família muito tradicional, mas todos devem estar abertos a resolver problemas de forma diferente dentro do seu próprio contexto.

As pessoas acham que criatividade é uma coisa ligada às artes, só músicos, pintores e designers podem ser criativos. Por que é errado pensar assim?

Artistas, designer e músicos são sortudos por terem uma vida cercada de criatividade. Mas acho que as pessoas erram ao isolar a criatividade em certos campos e não incorporar isso na vida. Meu pai era pedreiro, ele era muito bom em inventar e consertar coisas. Apesar de achá-lo criativo, ele nunca pensou nele mesmo desta forma. Não era arte, mas ele estava resolvendo problemas e inventando coisas.

Falta de criatividade é associada com uma visão de mundo mais limitada. Como as pessoas podem se livrar desse tipo de visão?

Uma das formas de aumentar nosso potencial criativo é nos expondo a ambientes, coisas e pessoas diferentes. Algumas pesquisas mostram que nossas memórias e experiências em lugares diferentes podem nos ajudar a resolver os problemas de onde vivemos. As pessoas podem ter visões limitadas em seus ambientes de trabalho, por exemplo, mas podem mudar as coisas tendo certeza de que atingiram os limites por lá.

Veja na íntegra aqui

No dia 22 de setembro os alunos saíram em um ônibus fretado para as instalações do Hospital Estadual Central de Vitória. A Drª Andréa Stefano Saliba – Diretora Técnica, coordenou a visita que muito enriqueceu o conteúdo obtido através da disciplina: Diagnóstico Situacional de Saúde da turma 14.

Os alunos tiveram uma reflexão sobre o tema referente a saúde, puderam identificar as causas críticas e analisaram o resultados alcançados. Obtendo conhecimentos essenciais para a realização do Relatório Gerencial sobre o Diagnóstico situacional em Saúde.

A M.Murad/FGV parabeniza os alunos e agradece a direção do Hospital por entender que esse tipo de atividade só enriquece o aprendizado, contribuindo assim ainda mais para a excelência e aprofundamento dos conhecimentos adquiridos em sala de aula.

Confira as fotos: