Pré-Inscrição

Planejamento financeiro na pandemia: 5 dicas para não bagunçar o orçamento pessoal

Planejamento financeiro na pandemia: 5 dicas para não bagunçar o orçamento pessoal

Os impactos na economia causados pelo avanço do Covid-19, o novo Coronavírus, são cada vez mais evidentes. 

Poupar o dinheiro necessário para enfrentar as instabilidades econômicas presentes nesse período sem muitas preocupações, é aconselhável fazer um planejamento financeiro. 

Se você ainda não conseguiu se organizar em meio a essa pandemia, não se preocupe. A MMurad | FGV te ajuda! 

Confira 5 dicas para não bagunçar o seu orçamento!

1) Consumo consciente

As compras nesse momento devem estar focadas nas necessidades básicas, como alimentação e higiene, e devem ser feitas de forma consciente. 

Seja no cartão de débito ou crédito, este é um momento para pensar os gastos com cautela, negociando prazos e avaliando, ainda, a necessidade de utilizar a reserva de emergência (caso você tenha uma).  

2) Compre o necessário: nada de fazer grandes estoques!

Quando o Covid-19 avançou até o Brasil, a preocupação com o abastecimento e estoque de alimentos no supermercado aumentou e imagens de prateleiras vazias e produtos em falta começaram a circular por quase todo o Brasil. 

Segundo órgãos e autoridades que cuidam do abastecimento dos supermercados, não irá faltar alimentos e outros produtos essenciais para consumo dos brasileiros, todo o abastecimento está sendo feito normalmente. 

Sendo assim, não é preciso estocar nada em casa. Além disso, a prática pode desregular todo o sistema de abastecimento e prejudicar quem mais precisa. 

3) Revise seus hábitos

Esse é o momento certo para se reunir com a família e mapear todos os gastos e rendas dos familiares. O ideal é elencar uma lista com todas as despesas fixas da casa e incluir em um planejamento financeiro da família. 

Após observação das finanças, é hora de revisar os hábitos, cortar gastos desnecessários e conscientizar os familiares de que é o momento de colocar o orçamento em ordem, para não sofrerem tantos impactos da pandemia. 

4) Use e abuse de planilhas ou cadernos para saber para onde está indo os seus gastos

Se deseja colocar as suas finanças e as contas da casa em ordem, o ideal é organizar os seus gastos, contas e renda familiar em uma planilha ou qualquer local que achar melhor para os registros.

Utilize as planilhas do excel ou um caderno para anotar todos os gastos mensais da casa e a sua renda. Além disso, cada gasto inesperado deve entrar em seu orçamento, portanto, anote. 

Isso fará muita diferença no final do mês e te ajudará a ter maior controle financeiro. 

5) Se ainda não tem, comece agora a sua reserva financeira

Se você ainda não possui dinheiro guardado, essa pode ser a hora de começar a fazer a sua reserva financeira. 

Com os gastos e renda familiar na ponta do lápis e anotados, você pode começar a poupar dinheiro e criar uma meta realista de economia mensal até que consiga atingir o montante estabelecido. 

O valor da reserva de emergência deve ser o suficiente para manter a família por pelo menos 6 meses. 

Além disso, a reserva financeira deve ser utilizada em momentos de real necessidade, ou seja, para cobrir as despesas e caso algo inesperado aconteça. 

Dica bônus: planeje sua carreira 

Com o período de pandemia e incertezas, o futuro profissional pode ser preocupante para muitas pessoas. Aproveite o tempo para planejar sua carreira com mais calma. Onde você quer chegar? Quem você quer ser daqui a alguns anos?

Não deixe que a crise te abale e pense em sua carreira, afinal de contas, pensar nela também é um investimento. 

Seja um profissional desejado pelo mercado e esteja preparado para lidar com momentos de crise como esse com os cursos da MMurad | FGV. Clique para ver as opções!