Pré-Inscrição

Economia brasileira e capixaba: o que esperar para 2021?

Economia brasileira e capixaba: o que esperar para 2021?

Após um período desafiador e de forte recessão em 2020, desencadeado pela pandemia do Covid-19, a economia brasileira poderá começar a se reerguer em comparação com o ano passado. 

Por mais que estejamos em um cenário muito incerto, ainda há esperança para o início de uma retomada econômica no Espírito Santo também. 

Segundo dados da projeção realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Produto Interno Bruto (PIB) terá expansão de 4% para este ano. E parte desse crescimento será impulsionada pelo avanço de 4,4% do PIB industrial. 

Outros fatores como a retomada do setor industrial e o início da vacinação também serão primordiais para o início da recuperação econômica. 

Quer saber mais sobre as projeções da economia para esse ano? 

Confira a seguir!

Expectativas para a economia brasileira em 2021

Apesar de ainda estarmos vivendo em um período de pandemia, as expectativas são de que a economia brasileira comece a se reerguer. 

“A previsão para esse ano é de retomada da economia, mas com uma base de comparação a partir dos resultados de 2020. E isso é mais do que o esperado, já que, no ano passado, tivemos uma paralisação muito grande dos serviços e, esse ano, os setores estão voltando, ainda que com restrições”, explica o economista e professor da MMurad | FGV, Mauro Rochlin. 

Diante do cenário de retomada de alguns setores, como, por exemplo, o industrial, o Brasil terá condições de começar a se recuperar, mesmo que a médio e longo prazo. 

“Em 2021, poderemos experimentar uma retomada do setor industrial, com as exportações desse setor se tornando mais competitivas”, afirma Mauro Rochlin. 

Com exportações mais competitivas, o setor começa a reagir positivamente. 

“O dólar no valor em que está hoje faz com que o exportador no Brasil tenha um ganho muito maior do que tinha há dois anos, quando o dólar estava abaixo de R$ 4,00. Então isso faz com que o exportador ganhe muita competitividade devido ao câmbio. Ele consegue exportar mais e isso, sem dúvida, ajuda na retomada da economia”, detalha o economista. 

Segundo Rochlin, o grande desafio do Brasil, hoje, é voltar a crescer acima de 2% ao ano de maneira sustentada, ou seja, por um longo período. 

A vacinação é também um dos assuntos na pauta de retomada econômica, uma vez que, quanto antes todos se vacinarem, melhor para a economia. 

E o que esperar da economia capixaba em 2021?

Mesmo em um cenário de pandemia, o ES já consegue mostrar sinais de recuperação. 

Em 2020, ano em que a crise sanitária atingiu o mundo inteiro, o Espírito Santo registrou um aumento de aberturas de empresas em comparação com 2019, segundo dados da pesquisa realizada pela Junta Comercial do Espírito Santo (Jucees). No total, foram 4.250 novas empresas no Estado. 

Já para 2021, a previsão, segundo especialistas, é de recuperação também, com um cenário de retorno à normalidade após a vacinação. 

“Se a vacinação for rápida, ela promoverá uma queda muito grande no número de casos e internações e, consequentemente, permitirá a volta da atividade econômica de forma plena. Os empregos aparecerão, empresas voltarão a investir, famílias voltarão a consumir. Aí de fato vamos ver a economia caminhar sem restrições, ou apenas com as restrições próprias de cada Estado”, aponta Mauro. 

Além disso, a pandemia também trouxe mudanças no perfil de abertura de empresas. Nos anos anteriores, os setores de vestuário e de alimentação lideravam, mas, em 2020, a abertura de empresas de serviços de saúde receberam um destaque especial. 

Com tudo isso, o ES pode ser considerado um Estado fora da curva, uma vez que possui gestão fiscal, organização e destaques em setores de petróleo e gás, cafeicultura e avicultura, além de ter enfrentado a pandemia de uma forma muito positiva. 

Assim, 2021 será um ano de muita esperança não apenas para o Brasil, mas para todos os capixabas!

Aprofunde os seus conhecimentos e prepare-se para este momento de recuperação. Confira os nossos cursos de MBA e de Especialização em Direito disponíveis!