Pré-Inscrição

Nada de desespero! Saiba como inovar seus negócios em meio a pandemia

Nada de desespero! Saiba como inovar seus negócios em meio a pandemia

Em meio ao período de quarentena, empreendedores e empresários de longa data temem diariamente os efeitos do Covid-19 e suas consequências para a economia do país. Mas, embora o momento seja delicado para os negócios, é preciso ter calma. 

Mesmo em período de incertezas e inseguranças, é possível enxergar uma luz no final do túnel e descobrir que esse pode ser, sim, um bom momento para inovar os negócios e atingir bons resultados.

Pode parecer assustador falar de inovação em um momento como esse, nós sabemos. Mas acredite: é possível! 

Continue lendo para saber mais! 

Para começar, o que é inovação? 

É comum nos assustarmos quando escutamos a palavrinha “inovação”. Mas, ao contrário do que muitos pensam, ela nem sempre precisa estar ligada à tecnologia e ao digital. 

A consultora do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da MMurad/FGV, Maíra do Vale. fala sobre os conceitos e efeitos da palavra.

“Existem diversos conceitos de inovação, mas entendo por inovação como criar algo novo que gere valor. Quando falamos em inovar nos negócios, o valor criado precisa ser percebido pelo público da empresa, porque quanto maior a percepção de valor, maior a assertividade da inovação. Por exemplo, empresas que vendem álcool em gel, não precisam inovar em tempos de pandemia para continuar demonstrando o seu valor e sua importância à sociedade. Mas os restaurantes, por exemplo, precisam”, ela explica. 

Como inovar em tempos de pandemia

O primeiro passo para inovar nesses tempos de isolamento social é relembrando o benefício que é comprado pelo seu consumidor. 

Seguindo as dicas da Maíra, você pode se reunir virtualmente com sua equipe para discutir ideias e abordar novas oportunidades de inovação nos negócios.

“Em um restaurante, se o que o seu cliente compra é uma experiência gastronômica, por exemplo, você precisa se perguntar como continuar entregando essa experiência, não apenas a comida em casa. É bacana convidar a sua equipe para pensar em soluções, em um brainstorming silencioso e remoto e depois apresentando as ideias por escrito. Depois vale agrupar por temas, votar e selecionar. Após isso, fazer uma matriz de viabilidade x impacto. Podem surgir muitas ideias legais, como por exemplo envios de velas e playlist do restaurante para facilitar a criação de uma atmosfera especial, canal de receitas e lives no Instagram ensinando a não só preparar a comida, mas preparar também o ambiente para um jantar”, conta Maíra. 

Outra dica para enfrentar a crise é abraçar a causa e mostrar engajamento com o momento atual que estamos vivendo. Isso pode ser feito, por exemplo, por meio de mensagens que mostram a higienização dos locais de trabalho e no serviço que está entregando e a importância da entrega em casa, para que o seu cliente não se arrisque saindo de casa. Isso irá agregar valor.

Não permita que o medo te paralise e sempre busque ajuda da sua equipe ou de outros empreendedores!

Preciso mais do que nunca deixar os meus funcionários engajados? 

Sim! O engajamento e dedicação da sua equipe serão muito importantes nesse momento. 

“O funcionário é seu cliente interno e também precisa ser cuidado. Assim como o gestor da empresa, o funcionário também teme o futuro, mas precisa de um direcionamento de como pode contribuir para dias melhores”, comenta a consultora. 

Ainda de acordo com Maíra, são necessários meios para que o seu funcionário contribua da melhor forma para a sobrevivência do seu negócio. Sejam equipamentos para uma melhor entrega via home office, como computador e internet, ou até mesmo equipamentos de segurança para quem continua em contato com outras pessoas. 

Após a checagem dessas necessidades básicas, é hora de mostrar que a empresa e seus funcionários estão caminhando juntos. 

“Transparências em processos, objetivos e metas nunca foram tão importantes. Penso que isso será, inclusive, uma boa herança da pandemia”, explica. 

Conclusão 

No cenário em que estamos, não há previsões certas para o futuro a respeito da forma de empreender e consumir. Mas é necessário se manter focado no que irá gerar valor ao seu cliente e continuar investindo em pesquisa, desenvolvimento e inovação dos negócios. 

Lembre-se de não se desesperar! Sempre busque ajuda, tenha a mente aberta para aprender e use o networking ao seu favor. 

Conheça os MBAs em Negócios da MMurad | FGV que podem te ajudar nesse sentido!